Renee Jacces

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Renee Jacces

Mensagem por Renee Jacces em Dom 07 Abr 2013, 19:40

Sexo: Feminino

Idade: 18 anos
Raça: Semideus

Destreza: Direita
Características:,
Positivas: APARÊNCIA INOFENSIVA (-1 Ponto) , CONVICTO (-1 ponto), INOCÊNCIA (-1 Ponto)
Negativas: Curioso [+1 ponto] , Galante [+1 ponto ], ALERGIA [+1 ponto] - baratas

História: Nada fora diferente na vida de Renee desde criança. Sempre cercada de quase tudo que aspirava, vivia com seu pai em uma grande mansão, um tanto afastada da cidade. Porém sempre estava circundada de muitos seguranças, nunca soubera exatamente o motivo para tal questão, mas também não se indagava sobre o assunto. Não conhecia muitos familiares, seu pai dizia que muitos moravam fora do país.

Sempre levada à escola por seu motorista, mantinha uma vida harmônica com seus colegas escolares. Com exceção dos últimos meses, que vinha sentindo-se meio estranha e afastada de todos, e com pequenas complicações na visão, alguns fatos esquisitos vinham ocorrendo, mas Renee pensava que era apenas uma fase, pois já estava prestes a completar 18 anos.

Tudo ficou bastante estranho, quando Renee voltava certo dia da escola junto a seu motorista. Ela escutava música no banco de trás e consumia algumas guloseimas, a rua estava com certa quantidade de neblina a mais do que o normal, mas ambos acharam isso comum. Passado algum tempo, um barulho diferente ecoou pelo carro, eles entreolharam-se e nesse exato momento algo se encostou ao carro, fazendo este quase ir de encontro a um poste, Jacces tentou olhar pelo vidro e apenas distinguiu um vulto preto. O motorista estava extremante assustado, voltou o carro para a rua e seguiu rapidamente para a casa.

Chegando ao local, Renee contara todo o ocorrido a seu pai, que ficou muito preocupado e mandou redobrarem a segurança. Passaram-se dias após o fato, e aos poucos foram esquecendo, agora planejava-se a festa de aniversário de Renee.

Muitas comidas, bebidas, presentes, doces... Enfim, chegara o grande dia. Apesar de ter poucos convidados, apenas amigos e alguns familiares, a noite estava linda, todos se divertiam e dançavam alegremente, cataram-se os parabéns e a pequena festa rolava. Renee sentia-se muito feliz e satisfeita, não podia reclamar de quase nada, seu pai sempre fora muito atencioso e compreensivo.

Os convidados se foram e restaram apenas Jacces e seu pai sentado à beira da piscina.
- Obrigada, papai, por tudo que fazes por mim... – diz ela segurando na mão dele.
- De nada, minha princesinha. – responde ele, com um beijo em sua testa.

Um barulho pode ser ouvido dentro da casa e uma risada maléfica ecoou pelo local. O pai de Renee apertou firmemente a mãos da filha e a levou as pressas para dentro de um dos carros e saiu em alta velocidade da casa.
- Não vou deixar que te façam mal, eles não vão conseguir! – dizia ela, com uma expressão de medo no rosto.
- O que está acontecendo, papai? - perguntava insistentemente a garota.

Ele não respondia nada, apenas seguia rapidamente pela estrada. De repente, o céu ganhara um aspecto sombrio, a neblina cobria a estrada e o mesmo barulho feito no carro dias a atrás pode ser escutado naquele instante, o vulto era bastante contorcido e maior, Renee tremeu de medo e segurou firme no braço do pai, ela estava a ponto de chorar e continuava a perguntar a mesma coisa ao pai, que não lhe respondia.

Um relâmpago cortou os céus e iluminou a criatura horrenda que estava a alguns metros do carro. O pai de Renee na tentativa fracassa de desviar o carro para o lado, acabou saindo da estrada e cabotando, Jacces abre os olhos e mesmo com a visão contorcida, olha para o lado e percebe seu pai tentando desprende-la do cinto, quando olha para frente percebe a criatura vinda à direção deles. Finalmente ele a solta e grita:
- Corra, filha, corra o quanto puder para dentro da floresta, não pare, corra!!!
- Eu não o deixarei aqui de jeito nenhum, vem comigo, pai! – diz ela chorando e tentando soltá-lo do cinto.
- Eu ficarei bem, minha princesa, aquela coisa não quer a mim. Apenas corra, que você ficará bem, diz ele, segurando firme a mão da filha.

Renee beija o rosto de seu pai, que logo em seguida pega uma arma e começa a atirar contra o mostro, que solta gemidos aterrorizantes. Ela começa a correr para dentro da floresta e quando olha para trás, vê o monstro atirando o carro contra uma árvore. Um grito agonizante corta sua garganta, ela fica paralisada. “Corra!”, a voz de seu pai soa na mente da garota. Ela volta a correr com lágrimas nos olhos e sente que o monstro a persegue, com a mente aturdida e sem respostas, ela continua correndo com todas suas forças, até tropeçar, ela apenas sente patas arremessando-a contra um pinheiro e tudo apaga.

Quando Renee abre os olhos, não via nada nitidamente, uma dor imensa foi sentida na região das costas e na cabeça, aos poucos sua visão vai retornando e esta percebe está em um local que se assemelhava a uma enfermaria. Um jovem aproxima-se dela, dando-lhe algo que ela distinguiu ser uma sopa ou derivado.
- Quem é você? Onde estou? Cadê meu pai? - perguntou ela confusa.
- Bem-vinda ao mundo meio sangue. Essas perguntas serão respondidas aos poucos, por enquanto o que importa é que estás viva. – disse o garoto com um leve sorriso.

Questionário:
I) Qual desses adjetivos te descreve melhor?
a) Formoso.

II) Se um dos seus amigos sumisse, o que você faria?
e) Faria o que for preciso para sair em missão à sua procura.

III) Nas horas vagas, você gosta de:
d) Ficar me olhando no espelho, inventando penteados.

IV) Sobre a sua família:
f) Saímos muito juntos para nos divertir.

V) Qual estilo de luta se aproxima mais do seu:
c) Começo a atacar de longe, atirando coisas.

VI) Você está passando pelo bosque quando vê um cara tentando pôr fogo nas árvores. O que você faz?
c) Mando uma mensagem para as autoridades denunciando aquilo.

VII) Como seria seu par perfeito, mais ou menos?
c) Forte, habilidoso e resistente.

VIII) O que mais gosta (ou gostaria) de fazer nas férias?
f) Conhecer outros lugares e pessoas.

IX) Se você pudesse escolher seu(sua) pai/mãe divino(a), quem seria?
Afrodite




"O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar.
O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar.
O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar."
avatar
Renee Jacces
Afrodite
Afrodite

Mensagens : 29

Ficha de Personagem
Filiação/Grupo: Filha de Afrodite
Nível: 5
Inventário:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Renee Jacces

Mensagem por Afrodite em Dom 07 Abr 2013, 23:32

Bem vinda jovem semideusa, sua mãe é Afrodite deusa do amor e da beleza .
Bem vinda minha filha...




Afrodite Deusa Olimpiana
Deusa do amor e da beleza • Staffer  • Sexy • Linda e seduzente • plus que ma proprie vie...


Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
avatar
Afrodite

Mensagens : 138

Ficha de Personagem
Filiação/Grupo: Zeus
Nível: 999999999
Inventário:

http://pll-secretsforever.forumeiros.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum