Elizabeth McGraien

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Elizabeth McGraien

Mensagem por Elizabeth McGraien em Sex 09 Ago 2013, 21:43

Sexo: Feminino

Idade: 16 anos

Raça: semideus

Destreza: esquerdo.

Características:
Positivas: AGILIDADE, APARÊNCIA INOFENSIVA
Negativas CURIOSO , GALANTE

História: O que você diria se eu lhe dissesse que o mundo em que vive é apenas uma mera ilusão? Que aqueles deuses gregos que estudaste na escola existem? Chamaria-me de louca? É, talvez eu seja louca. Mas digo... Eles realmente não são um mito.
Moro numa ilha em Nova York chamada Long Island. E ate dois dias atrás eu acreditava ser normal... Bom, tão normal quanto uma garota de 16 anos pode ser. Minha mãe foi uma pessoa maravilhosa. Mas isso foi antes de conhecer o meu pai. Não sei muito sobre ele, mas é sobre ele que minha mãe fica murmurando nas noites mais escuras. Ele acabou com a vida dela. E com a minha também.
Minha mãe era maravilhosa, doce, gentil. E tinha um lado que gostava do perigoso, do que causava medo. Posso dizer que puxei isso dela. Mas isso não vem ao caso... Agora. Ela o conheceu enquanto pulava de paraquedas em um verão qualquer. Ela era muito nova, mas extremamente bonita. Chamou a atenção dele imediatamente. Conheceram-se e se apaixonaram imediatamente. Quer dizer, ela se apaixonou, pelo menos.
Quando descobriu que estava grávida, minha mãe o procurou, mas nunca o encontrou. Os trabalhadores negaram que alegaram que ninguém como ele trabalhou lá. E foi nesse momento, que minha mãe começou as coisas começaram a mudar pra minha mãe. Foi expulsa de casa, teve que largar a faculdade para me criar. Quando fiz 14 anos, minha mãe entrou em desespero e ficou louca. Completamente louca. E eu nunca perdoarei meu pai por isso.
Não consegui interna-la. Cuido dela em casa. Estudo de manhã e faço estagio de noite. E tudo estava indo muito bem, ate dois dias atrás. Estava chegando do trabalho, quando minha mãe me chamou. Me aproximei de sua cama, e ela sorriu delicadamente para mim. Imediatamente percebi que era um de seus poucos momentos de lucidez.
- Filha... – disse ela com lágrimas nos olhos.
Foi ai que notei sua mão cobrindo algo em sua camisa, da forma mais delicada possível, tirei sua mão de cima e notei um ferimento em seu estomago. Mordi o lábio para não gritar.
- Meu Deus, mãe, o que aconteceu?! – falei, assustada – ah, esquece, nós temos que ir pro hospital.
- Não, meu amor. Eu já estou quase morta... Mas antes, eu vou te contar como isso aconteceu – ela disse, se interrompendo por um curto período para cuspir sangue – um monstro entrou aqui. Sim, minha filha, um monstro. Um lestrigão. E estava atrás de você. Eu consegui mata-lo, mas filha, com ele virão outros. – disse, me entregando uma espécie de faca pequena - Sabe por que? Você é uma semideusa. E é filha de... – no momento em que ela ia continuar, morreu. Assim, do nada. Simplesmente morreu. No momento, não me importei muito com o que ela disse. Demorou alguns segundos para eu me dar conta do que acontecia. Quando finalmente caiu a ficha, eu comecei a gritar e a chorar imediatamente. E continuei assim, ate meus vizinhos escutarem e invadirem a casa.
Ao verem a faca em minha mão, acharam que eu a havia matado e ligaram para o policia. Minha única alternativa foi fugir. E foi exatamente o que fiz. Como o filho do vizinho e a sua mulher estavam amontoados na porta, a ultima alternativa era subir sair pela janela. O local era o meu preferido em toda a casa. Passei quase toda a minha infância ali, sentada. Sempre adorei a sensação dos ventos nos cabelos, fazia me sentir livre, feliz... Passava noites acordadas, bem ali. Mas sempre amanhecia, e os problemas voltavam. Sempre. Quando pulou para ali, deu uma ultima olhada, e se jogou. Caindo de costas no chão, sentindo o corpo doer. A casa dava para uma floresta, e se levantando o mais rápido possível, ouvindo os gritos histéricos dentro da casa, correu como se sua vida dependesse disso. Afinal... Dependia. Foi então que senti algo penetrar na pele de minha perna. Foi rápido demais, e eu cai, rolando para o chão. Droga, aquele idiota do inferno atirou em mim. Me levantei e cambaleei ate chegar em uma colina. Levei os olhos ate o local, sentindo uma vontade imediata de chegar ate lá. E foi isso que o fez. A ultima coisa que lembro foi de uma luz fraca, cada vez mais fraca...

Questionário: (uma resposta só para cada pergunta)

I) Qual desses adjetivos te descreve melhor?

h) Rancoroso.


II) Se um dos seus amigos sumisse, o que você faria?

b) Iria procurá-lo só, pois não gosto de depender de ninguém mais.


III) Nas horas vagas, você gosta de:

k) Faço a primeira coisa que me vir à cabeça, mas não fica parado.

IV) Sobre a sua família:
a) Eu entro numa briga por qualquer um da minha família.


V) Qual estilo de luta se aproxima mais do seu:

h) Posso não parecer grande coisa, mas luto sozinho... e muito bem.

VI) Você está passando pelo bosque quando vê um cara tentando pôr fogo nas árvores. O que você faz?

a) Vou até lá e brigo com o cara.

VII) Como seria seu par perfeito, mais ou menos?

g) Pode se adaptar a qualquer situação inconveniente.

VIII) O que mais gosta (ou gostaria) de fazer nas férias?
a) Pular de paraquedas ou voar de parapente.


IX) Se você pudesse escolher seu(sua) pai/mãe divino(a), quem seria?
b) Éolo
avatar
Elizabeth McGraien

Mensagens : 1

Ficha de Personagem
Filiação/Grupo: Èolo
Nível: 1
Inventário:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Elizabeth McGraien

Mensagem por Afrodite em Sab 10 Ago 2013, 10:52

Ficha aprovada bem vinda filha de Eolo




Afrodite Deusa Olimpiana
Deusa do amor e da beleza • Staffer  • Sexy • Linda e seduzente • plus que ma proprie vie...


Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
avatar
Afrodite

Mensagens : 138

Ficha de Personagem
Filiação/Grupo: Zeus
Nível: 999999999
Inventário:

http://pll-secretsforever.forumeiros.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum