Ficha de Personagem - Nathalia Castro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Personagem - Nathalia Castro

Mensagem por Nathalia Castro em Seg 28 Out 2013, 11:01

Sexo: Feminino

Idade: 15

Destreza: Direito

Características:
Positivas: Reflexos aprimorados (-1), Líder Nato (-2)
Negativas Azar (+2) Galante (+1)

História: Até os meus 13 anos eu vivi como uma adolescente normal, nada de diferente ou muito estranho aconteceu até eu completar meus 14 anos. No dia do meu aniversário de 14 anos recebi uma visita inesperada, um menino alto, de cabelos escuros e encaracolados e por incrível que pareça no meio desses cabelos tinham chifres, isso mesmo... CHIFRES ! E ele me disse que eu precisava seguir ele e que tínhamos pouco tempo.

-Venha, você precisa ir comigo. – disse o menino de chifres – A essa altura você corre grande perigo aqui fora.

-Aqui fora? Como assim?

-Agora não tenho tempo para explicar , vamos logo.

E então eu o segui, muito desconfiada, mas acho que eu não tinha escolha. Ele parecia assustado, tão assustado quando eu. E não demorou muito para a primeira criatura estranha surgir , aparentemente era apenas um cachorro preto normal, até que eu olhei bem e ele parecia ter 3 metros. Achei que era coisa da minha imaginação até que ele latiu, um latido incrivelmente alto e começou a nos cercar até que ele avançou.
-Cuidado ! – disse o menino de chifres –
E eu incrivelmente rolei para o lado desviando do ataque, fiquei perplexa por um segundo até que ele tornou a avançar e eu desviei de novo. Eu definitivamente não estava entendendo nada daquilo até que o menino de chifres citou algo sobre o meu anel, para que eu levantasse minha mão pro alto e convocasse um raio.
-Um raio ? Como diabos eu vou invocar um raio ? Você é louco ?
Mesmo sem entender, fiz o que ele pediu e em um piscar de olhos eu estava segurando uma espada de mais ou menos 90cm nas mãos, ela brilhava e irradiava poder e eu pude sentir um toque de eletricidade correndo por um desenho estranho que ela tinha no meio, algo que eu já havia visto, era um ômega, uma letra grega eu já havia visto em uma aula de história. Eu estava realmente distraída admirando a espada quando o cachorro gigante acertou uma patada em mim. Fiquei atordoada por alguns segundos até retomar totalmente a consciência e vi o menino investindo contra o cachorro gigante com o que parecia um violão, sim um violão! E com isso ele atrasou o animal por um tempo e corremos em disparada até uma padaria, o monstro provavelmente perdeu nosso rastro e desapareceu.

-O que era aquilo?

Ele estava realmente concentrado em algumas latinhas de refrigerante quando eu o cutuquei com o cabo da espada.

-Ei! Responde minha pergunta! O que era aquilo? – repeti talvez um pouco mais alto do que eu queria-

-Ah... sobre aquilo...

-Responde logo! – insisti –

-Ok... você merece explicações, eu sou Jhony, sou um sátiro.

-Mas o que diabos é um sátiro? Acho que já ouvi falar disso.

-Hmm... como posso dizer... Sou metade homem e metade bode.

-Metade o que? Você disse bode? Você só pode estar brincando!

E ele começou a tirar as calças.

-O que você está fazendo? Você está ficando louco?

E quando ele abaixou eu fiquei aliviada de ele não estar mentindo, aquilo era realmente pernas de bode. Felpudas e marrom.

-Agora que você acredita em mim, temos que ir para o único lugar seguro para pessoas como você atualmente, o acampamento meio-sangue.

-Como assim pessoas como eu? O que eu tenho de especial? Sou apenas uma adolescente normal... eu acho. Se normal significa ter um anel mágico que vira espada, ser perseguido por um cachorro gigante e ter como companheiro um menino com pernas de bode que ataca monstros com um violão, ok, eu sou normal.

Ele ainda parecia realmente concentrado naquelas latinhas de refrigerante quando eu novamente o cutuquei.

-Ei cara! O que você tem com essas latinhas?

-Sátiros gostam de latinhas, não do refrigerante em si, mas sim das latinhas.

-Mas e seus dentes? Você não machuca sua boca ou coisa do tipo?

-Não. – respondeu ele como se aquilo fosse normal –

-E então, como vamos para esse tal acampamento e aonde ele fica? – eu disse a ele –

-Acho que pra te falar a verdade eu estou perdido. Espera ai, aonde estamos?

-Hmm... acho que estamos em... meu Deus! Estamos em Taguatinga! Como chegamos aqui tão rápido? Não me lembro de
ter corrido tanto.

-Uau... eu realmente não conheço esse lugar. – disse Jhony – Vou ter que mandar uma mensagem de Íris para o acampamento e pedir resgate.


-Uma mensagem de que? Íris? Tipo, arco-íris?

-Quase isso. Fique ai, eu não demoro.

Não demorou muito até que uma coisa estranha apareceu. E adivinha só? O cachorrinho gigante estava de volta! E ele parecia realmente nervoso. Eu levantei a mão para o céu e novamente ela estava lá, a minha espada. Deslizei por debaixo do cachorro e rasguei a barriga dele. Aparentemente não havia surtido muito efeito, e ele avançou contra mim. Desviei com a espada sua pata que vinha de encontro a mim e rolei para o lado. Ele correu na minha direção, deslizei por debaixo dele novamente e ele pareceu não me ver, subi nas costas dele usando seu rabo como ponte e me agarrei em seu pelo para não cair. Ele chacoalhava tentando me derrubar até que ele finalmente parou. Eu estava levemente enjoada, mas logo consegui ficar de pé, caminhei até o topo de sua cabeça e usei toda a minha força para enfiar a espada em sua cabeça. E o monstro explodiu em uma nuvem de pó dourada e eu cai sentada no chão.
E logo Jhony apareceu, um pouco tarde de mais , mas lá estava ele.

-O que aconteceu aqui? – perguntou ele -  Você parece cansada... e o que é todo esse pó?

-Acho que não precisamos mais nos preocupar com aquele “cão infernal”

-Você acabou com um cão infernal sozinha? Hmmm... nada mal! O resgate já está a caminho, logo estaremos a salvo.
                                                        [...]
Depois de alguns minutos de espera o resgate chegou pelo ar, de longe parecia um avião pequeno, depois um pássaro gigante e logo depois cavalos... espera ai, CAVALOS? Sim, eram incríveis cavalos alados, acho que o nome correto é Pégaso, acho que vi isso em um desenho. Eram dois, um branco com a crina cor de capuccino e o outro marrom claro com a crina marrom escuro. Aterrissaram suavemente e eu entendi que eles queriam que subíssemos. Subi no Pégaso branco e Jhony no marrom claro e levantamos voo sobre o céu de Brasilia. Em poucos minutos avistei no alto de uma colina uma casa grande azul, várias casinhas menores que pareciam chalés, uma quadra de vôlei, dentre muitas outras coisas. Quando aterrissamos uma multidão veio nos receber, eles pareciam assustados, talvez impressionados. Desci do Pégaso e logo um homem de meia idade em uma cadeira de rodas veio ao meu encontro.

-Bem vindo ao acampamento ! – disse o homem – Me acompanhe, temos muito o que conversar.

Questionário:
I) Qual desses adjetivos te descreve melhor?
a) Formoso.
b) Maioral.
c) Sagaz.
d) Líder.
e) Reservado.
f) Alegre.
g) Caridoso.

II) Se um dos seus amigos sumisse, o que você faria?
a) Chamaria mais amigos e lideraria uma busca para encontrá-lo.
b) Iria procurá-lo só, pois não gosto de depender de ninguém mais.
c) Correria para procurá-lo, pois cada minuto sem meu amigo vale ouro.
d) Sentaria para pensar – sem agir precipitadamente – tomando assim melhor decisão pensada.
e) Faria o que for preciso para sair em missão à sua procura.
f) Mesmo gostando dele, não arriscaria sair à sua procura.

III) Nas horas vagas, você gosta de:
a) Devorar livros.
b) Desmontar objetos eletrônicos.
c) Sair com a família ou amigos.
d) Ficar me olhando no espelho, inventando penteados.
e) Ficar perto de animais, ao ar livre ou não.
f) Jogar cartas, jogo de RPG, algum esporte... o importante é não ficar sem mexer os músculos.
g) Pensar na vida.
h) Dormir.
i) Tocar algum instrumento, ouvir música ou fazer poesia.
j) Mandar torpedos com o celular ou ficar no facebook ou MSN.
k) Faço a primeira coisa que me vir à cabeça, mas não fica parado.

IV) Sobre a sua família:
a) Eu entro numa briga por qualquer um da minha família.
b) Apesar dos meus problemas familiares, eu dou meu sangue por ela.
c) Sempre aprendi a me virar sem a ajuda de ninguém, nem mesmo da minha família.
d) O que nos une é a troca mútua de conhecimentos.
e) Sempre estamos juntos, mesmo nas viagens ou nas encrencas.
f) Saímos muito juntos para nos divertir.
g) Ela entende meu jeito de ser e não critica minha(s) personalidade(s).

V) Qual estilo de luta se aproxima mais do seu:
a) Intimido meu adversário com minhas faculdades antes de lutar.
b) Vou ao encontro do meu adversário para bater nele.
c) Começo a atacar de longe, atirando coisas.
d) Luto para valer, mas se tiver perdido, chamo meus amigos para me vingarem.
e) Como sempre estou rodeado de pessoas, nunca lutarei sozinho.
f) Sempre tento evitar uma luta com conversa, mas se não tem jeito, parto para cima.
g) Não mexam comigo, senão minha família virá me ajudar.
h) Posso não parecer grande coisa, mas luto sozinho... e muito bem.

VI) Você está passando pelo bosque quando vê um cara tentando pôr fogo nas árvores. O que você faz?
a) Vou até lá e brigo com o cara.
b) Não faço nada, afinal gosto de fogo.
c) Mando uma mensagem para as autoridades denunciando aquilo.
d) Vou até ele e tento convencê-lo a parar com aquilo.
e) Pergunto se posso assar marshmallows no fogo.
f) Xingo o imbecil que está cometendo esse crime.
g) Rezo para que a alma daquele cara seja consumida no inferno.
h) Não faço nada, afinal não é meu dever e não gosto de fogo.

VII) Como seria seu par perfeito, mais ou menos?
a) Impositor, protetor e corajoso.
b) Dócil, lindo e delicado.
c) Forte, habilidoso e resistente.
d) Festeiro, brincalhão, piadista.
e) Reservado, pensa mais do que fala.
f) Energizado, caloroso.
g) Pode se adaptar a qualquer situação inconveniente.

VIII) O que mais gosta (ou gostaria) de fazer nas férias?
a) Pular de paraquedas ou voar de parapente.
b) Ir à praia com os amigos, família ou namorada(o).
c) Conhecer grutas subterrâneas e escavações.
d) Assistir a uma luta de UFC.
e) Visitar um museu.
f) Conhecer outros lugares e pessoas.
g) Ir ao zoológico.
h) Ir a uma montanha nevada para conhecer, brincar e dormir na neve.

IX) Se você pudesse escolher seu(sua) pai/mãe divino(a), quem seria?
Zeus

Nathalia Castro

Mensagens : 2

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Personagem - Nathalia Castro

Mensagem por Afrodite em Qui 31 Out 2013, 09:11

Ficha aceita contudo devera passar pelo teste disposto nesse link para sabermos se realmente é filha do senhor dos céus http://mundomeiosangue.forumfacil.net/t384-teste-para-nathalia-castro-para-filha-de-zeus#2155




Afrodite Deusa Olimpiana
Deusa do amor e da beleza • Staffer  • Sexy • Linda e seduzente • plus que ma proprie vie...


Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
avatar
Afrodite

Mensagens : 138

Ficha de Personagem
Filiação/Grupo: Zeus
Nível: 999999999
Inventário:

http://pll-secretsforever.forumeiros.com/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum