James W. Johnson

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

James W. Johnson

Mensagem por James W. Johnson em Qui 27 Mar 2014, 07:22

Sexo: Masculino.

Idade: 16 anos.

Destreza: Destro (Direito).

Características:
Positivas: Agilidade; Furtividade; Reflexos Aprimorados.
Negativas: Convite; Curioso; Código de Honra: Código dos Heróis.

História: Eu poderia dizer que tive uma infância extremamente fantástica, mas isto estaria longe de ser a verdade. Eu cresci junto de meu pai, Louis W. Johnson, um cientista que dedicava todo o seu tempo a ciência, já que a família "não é tão importante assim" como ele diz.
Eu morava em uma cidade no interior do Texas, próximo a uma central de estudo sobre Paleontologia. Estudava em um colégio particular, uma espécie de escola para pessoas ricas, um lugar que eu simplesmente não me sentia muito bem. Alunos que disputavam para saber quem foi ao lugar mais importante durante as férias, quem se veste melhor ou quem tem as pernas mais bonitas, entre outras futilidades.
Estava em um dos inúmeros corredores, era meu segundo ano escolar e apesar disso os corredores nunca mudavam. Meu armário era o número 275, sua combinação de quatro números era padrão, ou seja, todos os armários tinham a mesma combinação.
Aparentemente estava sozinho, iria para a sala do diretor por ter corrigido o professor de latim pela milésima vez.
Meus passos ecoavam conforme pisava no chão, como se eu estivesse dentro de uma caverna.
Estava me aproximando da sala do diretor, quando ouvi um barulho estranho algo parecido com o som de uma serpente; o que era realmente estranho, já que naquela escola se existisse um pequeno inseto era sinônimo de horror.
Resolvi ignorar, talvez estivesse ficando louco, mas o barulho se fez novamente. Olhei para os lados procurando o animal que fizera aquele barulho. Nada, realmente deveria estar ficando louco, talvez minha imaginação estivesse brincando comigo. Não, eu sabia que não era só isso, havia algo ali, algo realmente ruim.
Senti um estranho arrepio percorrer meu corpo, até que ouvi novamente o mesmo barulho, resolvi me virar, foi quando vi uma garota morena me olhando de maneira sombria. Ela era pouca coisa maior do que eu, seus cabelos eram longos e negros, vestia-se como uma velha apesar da pouca idade que aparentava, nas mãos tinha um caderno e um lápis.
- Pode me ajudar? – A sua voz correra suave e encantadora aos meus ouvidos.
- Claro. – Respondi confiante – O que deseja?
- Ah isso é fácil – Ela disse modificando sua voz – Lhe devorar, mas não se preocupe, só vai doer um pouquinho.
Arregalei os olhos ao ver que a garota se transformara em uma espécie de mulher-cobra, seus olhos se tornaram da cor de âmbar, os cabelos tornaram-se tão negros quanto o ônix, suas pernas tornaram-se duplos troncos de serpentes.
Minha primeira reação não foi correr, havia aprendido a lutar faz alguns anos até que meu pai resolveu me tirar por achar que esportes não fortalecem tanto quanto a leitura, mas pude ver que seu lápis e seu caderno transformaram-se em uma lança e uma rede.
- Como? – Me perguntei enquanto finalmente me preparava para correr.
A mulher lançou a arma em minha direção, que por muito pouco não me atingiu. Corri enquanto aquela criatura rastejava em minha direção com sua rede em mãos. Foi quando a mesma jogou o objeto. Saltei em uma tentativa desesperada de não ser atingido, deu certo até um ponto, mas acabei caindo no chão o que deu vantagem a mulher-cobra.
- Droga! – Praguejei enquanto me erguia com dificuldade.
A risada daquela criatura era horripilante e quando se aproximou de mim pude ver suas presas que escorriam um veneno de cor esverdeada. Ela aproximou suas presas ao meu corpo, mas algo a impediu de me morder, o barulho de como se algo oco a tivesse golpeado.
- Nunca gostei dessa raça de monstros – O zelador da escola disse.
Zac era o zelador da escola e o único ser com quem eu me dava bem naquele colégio, ele estava diferente do normal, suas pernas estavam peludas e no lugar dos pés tinha cascos, em sua cabeça um par de grandes chifres ficava amostra.
- Zac? Então você é...? – Esperei que ele respondesse minha pergunta.
- Te digo depois, agora se você quiser viver venha comigo. – Ele disse.
Analisei e vi que não tinha muita opção, uma mulher-cobra estava desmaiada no chão e Zac também poderia tentar me matar, mas se fosse isso não teria feito antes? Sem argumentos segui o zelador bode. O mesmo se apresentou como um sátiro, ou seja, uma criatura mitológica, disse que seu dever era levar semideuses até um lugar conhecido como Acampamento Meio-Sangue, um lugar mágico que treinava semideuses para honrarem seus pais e sobreviverem ao mundo mortal e disse que eu era um meio-sangue.
Logo que terminou sua explicação disse que deveríamos ir para Long Island, pois lá se encontrava o acampamento para semideuses, fomos para a estação de trem; quando aquela mulher-cobra parou na nossa frente.
- Finalmente! – Ela disse sibilando. – Encontrei vocês, seus malditos.
- Ah cala a boca! – Uma voz feminina se ouviu.
A fera transformou-se em pó dourado, enquanto uma garota segurava uma adaga nas mãos. Era alta e magra, era a garota mais bela que já tinha visto. Apresentou-se como Angelina Ann Woll, filha de Afrodite. O resto da viagem não foi tão interessante, apenas algum tempo até Long Island. Ficamos um bom tempo parados em frente a uma grande colina no meio do nada, até que me disseram que o acampamento era depois da colina.
- Então? – Falei – Vamos?

Questionário:

I) Qual desses adjetivos te descreve melhor?
c) Sagaz.

II) Se um dos seus amigos sumisse, o que você faria?
d) Sentaria para pensar – sem agir precipitadamente – tomando assim melhor decisão pensada.

III) Nas horas vagas, você gosta de:
a) Devorar livros.

IV) Sobre a sua família:
d) O que nos une é a troca mútua de conhecimentos.

V) Qual estilo de luta se aproxima mais do seu:
f) Sempre tento evitar uma luta com conversa, mas se não tem jeito, parto para cima.


VI) Você está passando pelo bosque quando vê um cara tentando pôr fogo nas árvores. O que você faz?
d) Vou até ele e tento convencê-lo a parar com aquilo.


VII) Como seria seu par perfeito, mais ou menos?
e) Reservado, pensa mais do que fala.

VIII) O que mais gosta (ou gostaria) de fazer nas férias?
e) Visitar um museu.


IX) Se você pudesse escolher seu(sua) pai/mãe divino(a), quem seria?
Atena.




I'm perfect in my world

credits to @AvaEditions
avatar
James W. Johnson
Atena
Atena

Mensagens : 1

Ficha de Personagem
Filiação/Grupo: Filhos de Atena
Nível: 1
Inventário:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: James W. Johnson

Mensagem por Orfeu em Qui 27 Mar 2014, 07:27

RECLAMADO
Seja bem-vindo, filho de Atena





I Am Orfeu, God of Music
Tks: Liiz@ TPO

avatar
Orfeu

Mensagens : 22

Ficha de Personagem
Filiação/Grupo: Deuses Menores
Nível: 100
Inventário:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum