Adônis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Adônis

Mensagem por Apolo em Seg 24 Dez 2012, 10:15

Afrodite, irritada, fez nascer em Myrrah – princesa de um certo reino de nome não registrado – um desejo incestuoso para com o seu pai, o rei. A jovem princesa, possuída pelo desejo, achou um estratagema para fazer sexo com seu pai durante doze noites. Quando este último descobriu, quis matá-la.
A princesa fugiu do castelo, com homens atrás dela para matá-la, e ela rezou aos deuses para que a ajudassem. Os divinos, respondendo ao pedido, transformaram-na em uma árvore. Mas ninguém sabia que a princesa estava grávida e, alguns meses depois, o tronco da árvore se rachou e de dentro saiu um bebê. Afrodite o recolheu e, admirada pela beleza da criança, entregou-a a Perséfone para educá-la.
Quando o dia combinado para a devolução da criança a Afrodite chegou, Perséfone, encantada pelo seu charme, não quis devolvê-la. Zeus então – na intenção de evitar um conflito – assumiu o papel de juiz e ordenou que durante um terço do ano o garoto ficasse com Afrodite, durante outro terço com Perséfone e que o último terço ficaria onde desejasse.
Adônis escolheu de sempre ficar dois terços do ano com Afrodite e um terço com Perséfone.

O jovem garoto – que infligiu imensa inveja em Ares pela sua beleza – foi morto pelo deus da guerra, que mandou um javali furioso contra ele.
Adônis, morto no ápice de sua juventude e de seu esplendor, agora é uma divindade da vegetação e das flores. Sua alma está presa em uma árvore que tem que passar um terço do ano sob a terra, em forma de semente, ao lado da soberana do Submundo, antes de renascer, para viver dois terços de um ano, tendo a ajuda da deusa do amor à disposição.
avatar
Apolo

Mensagens : 24

Ficha de Personagem
Filiação/Grupo:
Nível: 1
Inventário:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum